Tag Archives: flacidez facial

20 de agosto de 2017

Flacidez tem tratamento?

Flacidez facial e corporal: como tratar?

Flacidez incomoda, não é? Depois de uma certa idade um pouquinho mais, porque ela vai piorando com a perda do colágeno.

Isso é comum e incomoda muita gente. Na face você tem a impressão que a pele vai descolando do seu osso, que ela vai caindo, derretendo. Isso realmente deixa a gente muito triste.

Perda de ângulo facial é consequência da perda de colágeno. 

Ou no corpo, na face interna da coxa, no braço, há alguns locais em que essa flacidez incomoda e ela pode ser de músculo ou de pele.

De músculo você vai precisar se exercitar para melhorar. Já a flacidez de pele deve ser tratada com o dermatologista.

Existem vários equipamentos que melhoram a flacidez e, às vezes, alguns injetáveis.

E a gordura localizada, tem tratamento? Clique aqui e descubra!

As radiofrequências já estão conosco há algum tempo e elas ajudam trabalhando o fibroblasto e melhorando a flacidez.

O ultrassom microfocado veio para trabalhar a flacidez de uma forma mais profunda. Ele trabalha a junção entre o músculo e a pele, faz micro lesões e, para recuperação dessas lesões, ocorre a formação de colágeno. Essa formação localizada de colágeno faz alinhavos, prendendo novamente a pele no músculo.

Isso pode ser com ultrassom microfocado na face ou macrofocado no corpo.

O ultrassom macrofocado, além de trabalhar a flacidez corporal, também trabalha um pouco da gordura pequena que está em volta dessa flacidez, então ele tem uma dupla função.

Além disso, a flacidez também pode ser tratada com ácido polilático injetável, que ajuda na formação desse novo colágeno.

Então a associação de tratamentos é importante. Procurar um bom profissional, que auxilie você na escolha desse tratamento, que ajude a perceber qual o tipo de flacidez é a sua, é o mais importante.

Entregue o seu corpo e a sua face para quem entende e gosta deles.

20 de fevereiro de 2017

Toxina botulínica e preenchedores: entenda tudo sobre eles

Toxina botulínica e preenchedores não duram para sempre?

 

Por que a toxina botulínica e o preenchedor não são eternos? Por que eles têm uma durabilidade? Boa pergunta, não é? Vou explicar um pouquinho para vocês.

Não é ruim que eles não sejam eternos. Os procedimentos não podem ser definitivos. Por quê? Porque o envenelhcimento é dinâmico. Como você está hoje, amanhã estará diferente e no ano que vem muito mais. Então é importante que ele não seja definitivo.

Com o tempo os ângulos da face vão mudando e o preenchimento ajuda a face a retomar esses contornos, mas se você o coloca em um lugar, no outro ano não pode ser no mesmo lugar, porque a sua necessidade em um ano vai mudar. Por isso o procedimento não pode ser definitivo. Esse é um fator.

Você tem papinho? Descubra como tratar o problema clicando aqui.

Outro fator interessante é que para o procedimento não ser definitivo ele precisa ser absorvido e para que isso aconteça ele tem que ser um produto que o organismo aceite como próprio. Essa é uma outra vantagem dele ser absorvido, assim o organismo não vai rejeita-lo, não vai causar reações. Então é muito importante para o seu organismo que ele não seja duradouro.

Os procedimentos hoje terem um prazo é bom, bom pra você, para o seu organismo, para o seu contorno facial e também é possível que você, às vezes, não goste tanto daquele procedimento, do resultado. OK, ele não é definitivo. Ele vai diminuir, se adaptar a você.

Então hoje os procedimentos tendem a uma naturalidade maior. Ele não ser definitivo é mais interessante, porque o ser humano não é definitivo. Hoje eu quero o lábio menor, amanhã eu quero o lábio maior. A gente muda e as coisas definitivas são muito poucas. Então por que o preenchedor, a sua toxina botulínica tem que ser definitiva?

Eles não precisam ser definitivos, eles acompanham você. É você que é importante e não os procedimentos. A sua avaliação tem que ser feita sempre, a cada 6 meses o médico tem que reavaliar a sua face, ver como você está e depois indicar o que você precisa.

O que você precisa hoje não é o que você vai precisar daqui a 1 ano, então não fique triste quando você notar que o seu preenchimento já precisa ser refeito, ou a sua toxina.

Geralmente o preenchedor dura o dobro do tempo da toxina, só para você ter uma noção. A toxina faz o relaxamento de alguns músculos e que ajudam a abrir o olhar, tirar algumas rugas de expressão, mas sempre voltados à naturalidade. E dura cerca de 4 a 6 meses.

Os preenchedores não definitivos duram em torno de 9 meses, mas isso pode variar um pouco dependendo de cada pessoa.

É importante você saber que esses procedimentos não podem e não devem ser definitivos, porque na vida nada é definitivo, não é?

  • 1
  • 2