Tag Archives: flacidez corporal

28 de outubro de 2019

Celulite: toda mulher tem

Celulite tem tratamento!

Celulite é um problema que atinge 100% das mulheres. Você sabia? Sim, isso é verdade, 100% em maior ou em menor grau, mas todas as mulheres têm celulite.

A anatomia das células gordurosas na mulher facilita o acúmulo de gordura de forma diferente e que fica visível através da pele.

Isso ajuda muito para explicar porque as mulheres têm celulite e os homens não. A anatomia do tecido gorduroso masculino é diferente do da mulher.

A celulite acomete todas as mulheres e incomoda todas as mulheres. Ninguém gosta dela.

E tem tratamento?

Esse problema é multifatorial. Além da anatomia, o hormônio também atrapalha, assim como o excesso de peso. E às vezes ela está associada à flacidez.

A celulite pode ser firme ou flácida. Se ela for firme, o tratamento é um pouco diferente do que se ela for flácida. Existem equipamentos que trabalham melhor a celulite firme e outros que trabalham melhor a flácida.

Por isso é preciso primeiro saber qual tipo você tem e nisso o dermatologista vai conseguir te ajudar, para depois você buscar o tratamento adequado.

Celulite com flacidez

Em geral as tecnologias ajudam muito no tratamento e é importante, às vezes, quando ela está associada à flacidez, que você associe aos bioestimuladores e o ácido polilático traz um resultado muito interessante quando associado aos equipamentos para celulite.

Às vezes não existe a necessidade do equipamento e do bioestimulador, vai depender se ela é mais flácida ou não, mas de qualquer forma tem tratamento.

Você tem que melhorar o tecido, você tem que melhorar a sustentação da área para você ter essa melhora.

Hoje os resultados dos equipamentos e dos bioestimuladores são resultados palpáveis, são resultados cientificamente comprovados.

Então se você que se incomoda com celulite, tem que falar primeiro com seu médico, para que ele lhe explique o que e veja qual é a sua celulite para que ele, junto com você, possa escolher o melhor tratamento.

E pense nela agora, se você quer que ela esteja boa para o seu verão.

E não esqueça que toda celulite melhora com exercício físico e uma boa alimentação.

Depende da gente, mas depende também de você essa melhora.

21 de outubro de 2019

Flacidez corporal

Flacidez corporal: o que fazer com ela?

Flacidez é o assunto de hoje. Quem que não olha, às vezes, para o seu corpo e acha em alguma parte dele flacidez?

Você, às vezes, olha para alguma parte do seu corpo e enxerga que aquela parte está flácida, principalmente algumas áreas como braços e face interna de coxas.

São áreas em que a flacidez realmente incomoda e, às vezes, a pessoa não consegue nem usar um short ou uma camiseta, porque a flacidez incomoda.

E a flacidez tem solução?

As pacientes sempre me perguntam se é possível melhorar a flacidez. Olha, hoje sim. Hoje você consegue melhorar sua flacidez.

A flacidez piora com a idade, mas até gente jovem tem flacidez.

E uma coisa é flacidez de músculo. Essa é mais tranquila, você vai malhar para melhorar e você vai sentir a diferença, mas a flacidez não é só de músculo, mas de pele. E quando a flacidez é de pele, o dermatologista pode ajudar mais ainda.

Tratando a flacidez

Na flacidez de pele você tem que associar tratamentos, associar tecnologias que são muito importantes.

Associar a radiofrequência ou ultrassom microfocado, que vão ajudar muito no tratamento, como também associar os injetáveis, os bioestimuladores.

São substâncias que nós injetamos com agulhas nas áreas corporais clássicas e elas estimulam a produção de colágeno, bioestimulam a sua pele.

Com isso você vai produzir o colágeno, o que vai ajudar essa pele a ficar mais firme. E depois, com as tecnologias, você melhora ainda mais essa pele.

Essa associação dos bioestimuladores com as tecnologias é uma excelente escolha para o tratamento da flacidez corporal.

E hoje é muito tranquilo, porque você consegue com muito pouca invasão, pouco número de sessões (de uma a três sessões) trabalhar sua flacidez.

Bioestimuladores

Nós temos dois mais importantes, o ácido polilático e a hidroxiapatita de cálcio.

Esses dois bioestimuladores trabalham na região corporal de uma forma muito interessante. Às vezes para alguma área eu prefiro um e para outra área o outro.

É importante sim a opinião médica, a avaliação, para que o dermatologista escolha o melhor produto para você, para o seu tipo de pele e veja qual associação fazer entre a tecnologia e o bioestimulador.

No tratamento da flacidez corporal a associação é muito legal, cientificamente estudada e com resultados comprovados.

É ciência, não é milagre. Pode acreditar!

23 de agosto de 2019

Flacidez: tecnologias para tratamento

Flacidez: ultrassom e Fotona tratam o problema

Eu brinco que dos 20 ao 30 o que a gente se incomoda mais são as manchas, os poros. Dos 30 aos 40 são as manchas, as rugas, mas a partir dos 40 o que incomoda é a flacidez e perda do contorno facial.

E o que fazer em relação a isso?

Muitas tecnologias ajudam bastante nessa flacidez e no contorno facial e tem duas que se falam muito hoje, que é o ultrassom e o Fotona.

Ultrassom

O ultrassom microfocado ele faz o quê?

Ele trabalha mais profundamente, junto aos músculos, fazendo microlesões que vão cicatrizar com colágeno e com esse colágeno vai fazer como se fossem alinhavos, alinhavando o músculo na pele e segurando profundamente essa face.

Fotona

Já o Fotona trabalha de uma forma pouco mais intermediária, ele trabalha a flacidez da pele e essa flacidez intermediária também ajuda na sustentação facial.

O Fotona tem uma outra ponteira que trabalha a flacidez bem superficial, aquela ao redor dos olhos, as rugas bem finas, onde a pele é tão fina que parece até papel.

A união do Fotona com o ultrassom microfocado é perfeita para flacidez. Pense nisso e fale com seu dermatologista.

14 de junho de 2019

Congresso Mundial de Dermatologia

Congresso Mundial de Dermatologia – a importância de estar lá

Nos dias 10 a 15 de junho acontece em Milão o 24º Congresso Mundial de Dermatologia. Esse congresso só acontece a cada 5 anos, sempre em um lugar diferente no mundo, e dessa vez será na Itália. É um congresso extremamente organizado, preparado com muito cuidado por 5 anos.

Eu tive esse prazer de o meu trabalho ser aceito para eu poder apresentá-lo e mostrar a experiência brasileira nos tratamentos de flacidez corporal com ácido polilático e ultrassom microfocado.

E esse ano eu quero realmente trazer algumas coisas interessantes para gente. Algumas coisas sobre flacidez, sobre rugas, sobre o clareamento da pele, novas tecnologias, por que não?

É muito importante para o médico ir atrás do conhecimento, ir atrás da parte científica, dos lançamentos, do que há novo e sério, com muito cientificismo.

O médico vai atrás para poder passar para o seu paciente muita segurança, muita seriedade no seu tratamento. É por isso que a gente viaja tanto, que a gente vai tanto a congressos, pra oferecer para você, paciente, o que há de melhor no mundo.

Vocês são a minha felicidade, o meu objetivo todos os dias, então vai ser um prazer dividir com vocês tudo que eu aprender por lá!

10 de janeiro de 2019

Flacidez: ela vai aparecer para você também

Flacidez atinge corpo e rosto com o passar dos anos

Flacidez é uma coisa que vai incomodando cada vez mais, isso tanto na face quanto no corpo, mas ela pode ser tratada. Existem várias formas de tratar a flacidez e na maioria das vezes a gente precisa associar tratamentos.

A gente pode associar tecnologias como, por exemplo, a radiofrequência, que através da temperatura muda o colágeno, o fibroblasto e, assim você consegue o resultado. Mas você pode também tratar com ultrassom microfocado, por exemplo, que vai melhorar a flacidez fazendo microlesões e cicatrizando com colágeno, atuando de uma forma mais profunda.

CELULITE. Se essa palavra lhe dá arrepios, clique aqui e veja como tratar.

Muitas vezes associar essas tecnologias com os injetáveis, como o ácido polilático e a hidroxiapatita de cálcio, que vão estimular esse colágeno, que vai promover o aparecimento de fibroblastos. Então realmente você deve associar.

Você pode tratar! Hoje, cada vez mais, esses tratamentos são cientificamente comprovados, eles trazem um resultado na literatura médica, então, por favor, procure seu dermatologista se você quiser melhorar a sua flacidez do corpo ou da face.

22 de janeiro de 2018

Diferenças entre gordura localizada, flacidez e celulite

Você sabe a diferença entre gordura localizada, flacidez e celulite?

Gordura localizada, flacidez e celulite. Às vezes esses 3 problemas parecem ser muito semelhantes ou até mesmo a mesma coisa, não é verdade?

Todos incomodam de um modo proporcional, mas não são iguais. Você pode ter somente gordura localizada, ou flacidez associada com essa gordura, assim como as celulites, que podem ser firmes ou celulites flácidas.

Os tratamentos para esses casos devem ser associados e muitas vezes podem tratar além de somente um desses problemas. É fundamental ter um diagnóstico correto para o seu caso, porque dessa forma você consegue a melhor solução para o seu respectivo incômodo ou queixa.

Procure um profissional capacitado que saiba reconhecer esses problemas e consiga lhe indicar o melhor tratamento ou associação de tratamentos para resolver ou amenizar todos esses problemas, sejam eles em conjunto ou sozinhos.

Nos dias de hoje a tecnologia pode tratar e ajudar esses problemas em qualquer grau, associado ao conhecimento de seu dermatologista. Confie em seu dermatologista para cuidar do seu corpo.

Preencha o formulário abaixo e agenda sua consulta!














Um beijo,

Dra. Luciana Lourenço

 

20 de agosto de 2017

Flacidez tem tratamento?

Flacidez facial e corporal: como tratar?

Flacidez incomoda, não é? Depois de uma certa idade um pouquinho mais, porque ela vai piorando com a perda do colágeno.

Isso é comum e incomoda muita gente. Na face você tem a impressão que a pele vai descolando do seu osso, que ela vai caindo, derretendo. Isso realmente deixa a gente muito triste.

Perda de ângulo facial é consequência da perda de colágeno. 

Ou no corpo, na face interna da coxa, no braço, há alguns locais em que essa flacidez incomoda e ela pode ser de músculo ou de pele.

De músculo você vai precisar se exercitar para melhorar. Já a flacidez de pele deve ser tratada com o dermatologista.

Existem vários equipamentos que melhoram a flacidez e, às vezes, alguns injetáveis.

E a gordura localizada, tem tratamento? Clique aqui e descubra!

As radiofrequências já estão conosco há algum tempo e elas ajudam trabalhando o fibroblasto e melhorando a flacidez.

O ultrassom microfocado veio para trabalhar a flacidez de uma forma mais profunda. Ele trabalha a junção entre o músculo e a pele, faz micro lesões e, para recuperação dessas lesões, ocorre a formação de colágeno. Essa formação localizada de colágeno faz alinhavos, prendendo novamente a pele no músculo.

Isso pode ser com ultrassom microfocado na face ou macrofocado no corpo.

O ultrassom macrofocado, além de trabalhar a flacidez corporal, também trabalha um pouco da gordura pequena que está em volta dessa flacidez, então ele tem uma dupla função.

Além disso, a flacidez também pode ser tratada com ácido polilático injetável, que ajuda na formação desse novo colágeno.

Então a associação de tratamentos é importante. Procurar um bom profissional, que auxilie você na escolha desse tratamento, que ajude a perceber qual o tipo de flacidez é a sua, é o mais importante.

Entregue o seu corpo e a sua face para quem entende e gosta deles.