Tag Archives: bioestimulador

3 de março de 2020

Pele aos 40 anos

Pele aos 40 e o envelhecimento

Pele aos 40 anos. O que muda nessa etapa da vida?

Continuando a série de como chegar bem aos 50, hoje o papo é com a mulher de 40.

Eu brinco que aos 20 você acha ou tem certeza que nunca vai envelhecer.

Aos 30 você já começa a duvidar disso, porque alguns sinais começam a aparecer.

Mas aos 40 você percebe que, se não fizer nada, tudo que aconteceu com a sua mãe e sua avó vai acontecer com você.

Aos 40 você percebe que não é imune ao envelhecimento e isso assusta.

De repente você nota uma mudança impressionante no seu contorno facial, como se você não se reconhecesse mais.

Você também percebe a sua flacidez, é a idade marcante para você sentir as mudanças do seu contorno facial.

O que fazer?

A ciência e a tecnologia evoluíram muito e mesmo se você não fez a sua parte aos 30, pode corrigir um pouco o tempo.

Eu quero muito que você tenha a sua rotina: limpeza da pele, o antioxidante pela amanhã, os ácidos à noite, que são fundamentais para aumentar o turnover celular.

Então as rotinas de cremes são fundamentais para você mulher de 40, mas só os cremes não dão conta.

Aos 40 anos você precisa dos procedimentos dermatológicos.

Procedimentos dermatológicos

Esses procedimentos são aqueles que vão segurar o seu rosto e não vão deixar que a gravidade atue em uma maneira forte e insistente.

Eles vão proteger sua pele contra as leis da física e isso é importante!

Hoje nós temos tecnologias que ajudam você a manter seu contorno facial.

O ultrassom microfocado e o Fotona são alguns exemplos de tecnologias que atuam melhorando a flacidez em conjunto com os bioestimuladores de colágeno.

Então se você associa os aparelhos que trabalham a flacidez com os bioestimuladores (ácido polilático ou hidroxiapatita de cálcio), você consegue estimular o colágeno das duas formas.

Essa década dos 40 é marcada pela flacidez e você tem que lutar contra ela.

Pelo menos a cada seis meses você deve se programar para fazer uma tecnologia adequada e um bioestimulador adequado, porque isso vai fazer toda a diferença.

Ainda dá para segurar o envelhecimento aos 40 anos!

Faça o seu plano de tratamento anual, continue fazendo sua toxina botulínica, continue tratando da sua pele, mas dê foco para sua flacidez.

Se você cuidar da flacidez você vai precisar muito menos dos preenchedores para corrigir a flacidez já existente lá no futuro.

Aos 40 ainda dá para fazer uma medicina preventiva para esse envelhecimento, para você chegar melhor aos 50 anos.

21 de outubro de 2019

Flacidez corporal

Flacidez corporal: o que fazer com ela?

Flacidez é o assunto de hoje. Quem que não olha, às vezes, para o seu corpo e acha em alguma parte dele flacidez?

Você, às vezes, olha para alguma parte do seu corpo e enxerga que aquela parte está flácida, principalmente algumas áreas como braços e face interna de coxas.

São áreas em que a flacidez realmente incomoda e, às vezes, a pessoa não consegue nem usar um short ou uma camiseta, porque a flacidez incomoda.

E a flacidez tem solução?

As pacientes sempre me perguntam se é possível melhorar a flacidez. Olha, hoje sim. Hoje você consegue melhorar sua flacidez.

A flacidez piora com a idade, mas até gente jovem tem flacidez.

E uma coisa é flacidez de músculo. Essa é mais tranquila, você vai malhar para melhorar e você vai sentir a diferença, mas a flacidez não é só de músculo, mas de pele. E quando a flacidez é de pele, o dermatologista pode ajudar mais ainda.

Tratando a flacidez

Na flacidez de pele você tem que associar tratamentos, associar tecnologias que são muito importantes.

Associar a radiofrequência ou ultrassom microfocado, que vão ajudar muito no tratamento, como também associar os injetáveis, os bioestimuladores.

São substâncias que nós injetamos com agulhas nas áreas corporais clássicas e elas estimulam a produção de colágeno, bioestimulam a sua pele.

Com isso você vai produzir o colágeno, o que vai ajudar essa pele a ficar mais firme. E depois, com as tecnologias, você melhora ainda mais essa pele.

Essa associação dos bioestimuladores com as tecnologias é uma excelente escolha para o tratamento da flacidez corporal.

E hoje é muito tranquilo, porque você consegue com muito pouca invasão, pouco número de sessões (de uma a três sessões) trabalhar sua flacidez.

Bioestimuladores

Nós temos dois mais importantes, o ácido polilático e a hidroxiapatita de cálcio.

Esses dois bioestimuladores trabalham na região corporal de uma forma muito interessante. Às vezes para alguma área eu prefiro um e para outra área o outro.

É importante sim a opinião médica, a avaliação, para que o dermatologista escolha o melhor produto para você, para o seu tipo de pele e veja qual associação fazer entre a tecnologia e o bioestimulador.

No tratamento da flacidez corporal a associação é muito legal, cientificamente estudada e com resultados comprovados.

É ciência, não é milagre. Pode acreditar!

9 de agosto de 2019

Envelhecimento: como melhorar?

Envelhecimento: conheça os melhores tratamentos

Envelhecimento. As pacientes me perguntam muito sobre como melhorar o envelhecimento, como suprir o que os anos tiraram, como melhorar sua imagem no espelho e o dermatologista tem um monte de armas na mão.

As três armas mais poderosas do dermatologista são: a toxina botulínica, os preenchedores e os bioestimuladores. E quais as diferenças entre os três? Como que cada um age? O que eles fazem? É muito simples.

Toxina botulínica

A toxina botulínica atua nas rugas de expressão, então na maioria das vezes é usada no terço superior da face e os pés de galinha, as rugas frontais, o bravo melhoram com a toxina botulínica, conhecida como botox.

Preenchedores

E também os preenchedores. Os preenchedores vão fazer o quê?

Corrigir as perdas gordurosas que a gente perdeu com a vida. Colocados na posição correta eles fazem a sustentação da face.

Se você perdeu um coxim gorduroso central ou você perdeu o coxim gorduroso mais posterior, você pode corrigir isso com o preenchedor.

Também uma perda labial, expor um pouquinho o lábio com delicadeza ou uma olheira, você pode preencher também as olheiras.

O grande preenchedor hoje é o ácido hialurônico. Ele é seguro, nós já o conhecemos há mais de 20 anos, então realmente é um bom preenchedor.

O preenchedor, portanto, preenche o que você perdeu de estrutura.

Bioestimulador

E o que o bioestimulador faz? O bioestimulador vai depender da sua resposta. Você coloca o bioestimulador e você vai responder a ele produzindo colágeno.

Ele vai ajudar a sustentar o seu preenchedor, vai ajudar a mostrar o resultado da sua toxina, então o bioestimulador é fundamental.

É como se fosse uma casa, onde o telhado fosse a qualidade da pele, as paredes os preenchedores e toxina e o alicerce fosse o bioestimulador. Você precisa ter o bioestimulador, a produção de colágeno para sustentar tudo isso.

Então o bioestimulador vai estimular, não tem o resultado imediato, mas ele vai estimular você a produzir colágeno.

O preenchedor vai suprir as perdas que você perdeu com a vida, principalmente dos coxins gordurosos e sustentar a face.

E a toxina vai relaxar os músculos de expressão facial.

De uma forma muito simples e muito didática você conseguiu entender as três grandes armas da dermatologia!

Fale com o seu dermatologista ou agende uma avaliação aqui na clínica para saber mais sobre esses produtos, para saber o melhor para você, quando associar e de que forma associar os três.