Tag Archives: ácido polilático

3 de março de 2020

Pele aos 40 anos

Pele aos 40 e o envelhecimento

Pele aos 40 anos. O que muda nessa etapa da vida?

Continuando a série de como chegar bem aos 50, hoje o papo é com a mulher de 40.

Eu brinco que aos 20 você acha ou tem certeza que nunca vai envelhecer.

Aos 30 você já começa a duvidar disso, porque alguns sinais começam a aparecer.

Mas aos 40 você percebe que, se não fizer nada, tudo que aconteceu com a sua mãe e sua avó vai acontecer com você.

Aos 40 você percebe que não é imune ao envelhecimento e isso assusta.

De repente você nota uma mudança impressionante no seu contorno facial, como se você não se reconhecesse mais.

Você também percebe a sua flacidez, é a idade marcante para você sentir as mudanças do seu contorno facial.

O que fazer?

A ciência e a tecnologia evoluíram muito e mesmo se você não fez a sua parte aos 30, pode corrigir um pouco o tempo.

Eu quero muito que você tenha a sua rotina: limpeza da pele, o antioxidante pela amanhã, os ácidos à noite, que são fundamentais para aumentar o turnover celular.

Então as rotinas de cremes são fundamentais para você mulher de 40, mas só os cremes não dão conta.

Aos 40 anos você precisa dos procedimentos dermatológicos.

Procedimentos dermatológicos

Esses procedimentos são aqueles que vão segurar o seu rosto e não vão deixar que a gravidade atue em uma maneira forte e insistente.

Eles vão proteger sua pele contra as leis da física e isso é importante!

Hoje nós temos tecnologias que ajudam você a manter seu contorno facial.

O ultrassom microfocado e o Fotona são alguns exemplos de tecnologias que atuam melhorando a flacidez em conjunto com os bioestimuladores de colágeno.

Então se você associa os aparelhos que trabalham a flacidez com os bioestimuladores (ácido polilático ou hidroxiapatita de cálcio), você consegue estimular o colágeno das duas formas.

Essa década dos 40 é marcada pela flacidez e você tem que lutar contra ela.

Pelo menos a cada seis meses você deve se programar para fazer uma tecnologia adequada e um bioestimulador adequado, porque isso vai fazer toda a diferença.

Ainda dá para segurar o envelhecimento aos 40 anos!

Faça o seu plano de tratamento anual, continue fazendo sua toxina botulínica, continue tratando da sua pele, mas dê foco para sua flacidez.

Se você cuidar da flacidez você vai precisar muito menos dos preenchedores para corrigir a flacidez já existente lá no futuro.

Aos 40 ainda dá para fazer uma medicina preventiva para esse envelhecimento, para você chegar melhor aos 50 anos.

28 de outubro de 2019

Celulite: toda mulher tem

Celulite tem tratamento!

Celulite é um problema que atinge 100% das mulheres. Você sabia? Sim, isso é verdade, 100% em maior ou em menor grau, mas todas as mulheres têm celulite.

A anatomia das células gordurosas na mulher facilita o acúmulo de gordura de forma diferente e que fica visível através da pele.

Isso ajuda muito para explicar porque as mulheres têm celulite e os homens não. A anatomia do tecido gorduroso masculino é diferente do da mulher.

A celulite acomete todas as mulheres e incomoda todas as mulheres. Ninguém gosta dela.

E tem tratamento?

Esse problema é multifatorial. Além da anatomia, o hormônio também atrapalha, assim como o excesso de peso. E às vezes ela está associada à flacidez.

A celulite pode ser firme ou flácida. Se ela for firme, o tratamento é um pouco diferente do que se ela for flácida. Existem equipamentos que trabalham melhor a celulite firme e outros que trabalham melhor a flácida.

Por isso é preciso primeiro saber qual tipo você tem e nisso o dermatologista vai conseguir te ajudar, para depois você buscar o tratamento adequado.

Celulite com flacidez

Em geral as tecnologias ajudam muito no tratamento e é importante, às vezes, quando ela está associada à flacidez, que você associe aos bioestimuladores e o ácido polilático traz um resultado muito interessante quando associado aos equipamentos para celulite.

Às vezes não existe a necessidade do equipamento e do bioestimulador, vai depender se ela é mais flácida ou não, mas de qualquer forma tem tratamento.

Você tem que melhorar o tecido, você tem que melhorar a sustentação da área para você ter essa melhora.

Hoje os resultados dos equipamentos e dos bioestimuladores são resultados palpáveis, são resultados cientificamente comprovados.

Então se você que se incomoda com celulite, tem que falar primeiro com seu médico, para que ele lhe explique o que e veja qual é a sua celulite para que ele, junto com você, possa escolher o melhor tratamento.

E pense nela agora, se você quer que ela esteja boa para o seu verão.

E não esqueça que toda celulite melhora com exercício físico e uma boa alimentação.

Depende da gente, mas depende também de você essa melhora.

21 de outubro de 2019

Flacidez corporal

Flacidez corporal: o que fazer com ela?

Flacidez é o assunto de hoje. Quem que não olha, às vezes, para o seu corpo e acha em alguma parte dele flacidez?

Você, às vezes, olha para alguma parte do seu corpo e enxerga que aquela parte está flácida, principalmente algumas áreas como braços e face interna de coxas.

São áreas em que a flacidez realmente incomoda e, às vezes, a pessoa não consegue nem usar um short ou uma camiseta, porque a flacidez incomoda.

E a flacidez tem solução?

As pacientes sempre me perguntam se é possível melhorar a flacidez. Olha, hoje sim. Hoje você consegue melhorar sua flacidez.

A flacidez piora com a idade, mas até gente jovem tem flacidez.

E uma coisa é flacidez de músculo. Essa é mais tranquila, você vai malhar para melhorar e você vai sentir a diferença, mas a flacidez não é só de músculo, mas de pele. E quando a flacidez é de pele, o dermatologista pode ajudar mais ainda.

Tratando a flacidez

Na flacidez de pele você tem que associar tratamentos, associar tecnologias que são muito importantes.

Associar a radiofrequência ou ultrassom microfocado, que vão ajudar muito no tratamento, como também associar os injetáveis, os bioestimuladores.

São substâncias que nós injetamos com agulhas nas áreas corporais clássicas e elas estimulam a produção de colágeno, bioestimulam a sua pele.

Com isso você vai produzir o colágeno, o que vai ajudar essa pele a ficar mais firme. E depois, com as tecnologias, você melhora ainda mais essa pele.

Essa associação dos bioestimuladores com as tecnologias é uma excelente escolha para o tratamento da flacidez corporal.

E hoje é muito tranquilo, porque você consegue com muito pouca invasão, pouco número de sessões (de uma a três sessões) trabalhar sua flacidez.

Bioestimuladores

Nós temos dois mais importantes, o ácido polilático e a hidroxiapatita de cálcio.

Esses dois bioestimuladores trabalham na região corporal de uma forma muito interessante. Às vezes para alguma área eu prefiro um e para outra área o outro.

É importante sim a opinião médica, a avaliação, para que o dermatologista escolha o melhor produto para você, para o seu tipo de pele e veja qual associação fazer entre a tecnologia e o bioestimulador.

No tratamento da flacidez corporal a associação é muito legal, cientificamente estudada e com resultados comprovados.

É ciência, não é milagre. Pode acreditar!

18 de julho de 2019

Firm lift: mais firmeza para a pele

Firm lift: pele mais firme e com efeito lifting

Firm lift é nosso assunto de hoje. Você já escutou na mídia social sobre isso?

Quando você tem uma pele flácida e um contorno prejudicado da sua face, e isso acontece com todo mundo com o tempo, você quer melhorar esse conto, não é?

E você pode melhorar esse contorno facial.

Agora tem uma técnica que se chama firm lift, que é você melhorar a firmeza da sua pele e fazer um lifting de alguns ângulos da sua face.

Como isso é feito?

Com o ácido polilático você estimula o colágeno e deixa a pele mais firme.

Então você acaba dando uma firmeza para o terço inferior da sua face, a pele fica mais firme, mas além disso, com o ácido hialurônico, são feitos alguns pontos de sustentação e isso promove um lifting na sua face.

Associar o ácido polilático para firmeza e o ácido hialurônico para sustentação, para lifting da face é uma técnica bem legal, bem interessante e que consegue dar um resultado muito legal para o seu contorno facial.

Assim melhora sua imagem no espelho e sua autoestima também. Muito simples, não é? Consulte seu dermatologista ou agende sua avaliação aqui na clínica.

28 de junho de 2019

Tratamentos corporais no inverno

Tratamentos corporais: inverno é ótimo momento para tratar

Tratamentos corporais agora no inverno podem garantir o corpo dos seus sonhos no verão. Você já tinha pensado nisso?

Agora no inverno as roupas são mais compridas, escondem mais o corpo e, às vezes, você pode pensar em aproveitar isso para ficar um pouquinho fora do peso, afinal as roupas escondem tudo.

Mas isso está errado! Tem que pensar que depois do inverno vem o verão, vem a estação quente, quando o corpo estará mais à mostra, quando virão os biquínis.

Então pense no seu corpo agora, não deixe para pensar no verão. Aproveite o inverno para se cuidar.

Coma melhor, se alimente melhor, faça exercícios e comece a se programar em relação às suas tecnologias, em relação ao que você pode fazer pela sua celulite, pela sua gordura localizada, pelas suas estrias e pela flacidez.

Você pode começar o tratamento agora no inverno, por que não? Se você começar a pensar no seu corpo agora no inverno, no verão vai ficar tudo mais fácil. Então não pense que o inverno e as roupas mais quentes possam esconder alguma coisa, já pense no seu biquini agora no inverno.

E o que você pode fazer pelo seu corpo agora no inverno para deixá-lo preparado para o verão?

Gordura localizada

Depois de um tempo na vida, a gordura localizada começa a aparecer em alguns lugares estranhos, nas costas, nos flancos, no abdômen e ela pode ser tratada de uma forma não invasiva com a criolipólise desenvolvida em Harvard.

É uma criolipólise que já está conosco há mais de 7 anos e que vem desenvolvendo ponteiras novas, específicas para cada região do corpo.

Você pode fazer hoje o seu tratamento e vai conseguir nos próximos 3 meses ter o resultado completo deste tratamento.

Por isso é importante tratar essa gordura agora no inverno e a criolipólise é a melhor opção.

Você pode fazer mais do que uma vez, se achar que pode ter um resultado ainda maior, sem problemas. Em geral, uma ou duas sessões é perfeito.

Você pode fazer uma ou várias ponteiras, dependendo do desenho que você quer ter no seu corpo.

Celulite

Para celulite a radiofrequência é uma boa alternativa. Através do calor, ela melhora a oxigenação tecidual, melhora a mobilização das fibras colágenas, a flacidez local e, com isso, melhora a celulite.

Às vezes só a radiofrequência não dá conta, você precisa da subcisão, que é um método cirúrgico para graus mais avançados de celulite.

O médico corta e solta as fibras que estão puxando a pele para baixo, dando aquele aspecto almofadado. Com a subcisão é possível melhorar as celulites mais graves. Esse procedimento associado às tecnologias geralmente trazem um bom resultado.

Uma coisa interessante de pensar na celulite é que ela, geralmente, está associada à flacidez.

Flacidez

E para flacidez uma ótima opção são os bioestimuladores.

Temos o ácido polilático e a hidroxiapatita de cálcio que trabalham na flacidez de pele. E quando você melhora a flacidez de pele, em geral, melhora também a celulite.

Nós falamos de flacidez, de celulite e de gordura localizada, que são tratamentos que precisam ser pensados agora, para você ter tempo de melhorar tudo isso e deixar o corpo pronto para o verão.

14 de fevereiro de 2019

Envelhecimento da pele

Envelhecimento: como tratar cada sintoma?

O envelhecimento da pele vai acontecendo da seguinte forma: até os 30 anos geralmente os pacientes se incomodam mais com manchas e rugas. Aos 40 anos o que mais incomoda é a flacidez, é a mudança do contorno facial. E é aí que você tem que entrar com alguns outros tratamentos.

Para manchas a gente consegue fazer os lasers.

Para as rugas de expressão, toxina botulínica.

Agora, para o contorno a gente precisa trabalhar muito as perdas gordurosas e as perdas ósseas. Então com os preenchedores a gente consegue repor essas perdas e também com os bioestimuladores. Eles vão estimular o colágeno local e também repor essas perdas. Geralmente a gente utiliza os bioestimuladores na parte mais lateral da face, tentando reestruturar essa face.

Quando, mesmo assim, a gente já tem esse contorno perdido, podemos associar a tudo isso os fios de sustentação de ácido polilático, que são fios que você coloca na face, em um procedimento minimamente invasivo, e que vai ajudar todos os outros procedimentos.

O importante é que você procure um profissional que saiba associar todos esses tratamentos e possa oferecer a você a melhora da qualidade de vida em todas as idades. Procure seu dermatologista.

18 de janeiro de 2019

Pescoço: ele denuncia mesmo a idade?

O pescoço também merece ser bem cuidado e tratado

Pescoço é uma região que até pouco tempo atrás todo mundo falava que não dava para esconder a idade.

Até muito pouco tempo atrás o pescoço não me incomodava, mas no ano passado ele me incomodou e eu tive realmente que fazer alguns tratamentos.

Eu associei no meu pescoço o ultrassom microfocado com o ácido polilático e melhorou muito, mas eu ainda sentia que eu não estava feliz. Então eu complementei tudo com os fios de ácido polilático. Hoje eu consigo olhar para o meu pescoço e achar que ele combina comigo!

O ultrassom microfocado foi desenvolvido com o intuito de proporcionar efeito de lifting facial de forma não invasiva e não cirúrgica. Sua tecnologia utiliza o calor para promover a melhora da flacidez, já que suas ondas conseguem atingir e aquecer as camadas mais profundas da pele, onde o colágeno é produzido. Ele consegue mapear toda a estrutura da pele e, somente depois, inicia o tratamento nos pontos necessários.

Celulite é um problema para quase todas as mulheres. Que tal tratar? Clique aqui e saiba como.

O ácido polilático é um dos produtos mais utilizados para a realização de preenchimentos. Ele permite a reestruturação da pele que sofre com a flacidez, pois é biocompatível, um indutor ou bioestimulador da formação de colágeno na pele.

Muitas vezes as pessoas se preocupam demais com o rosto e até com o cabelo, mas negligenciam os cuidados com a região do pescoço e do colo, que também sofrem com o envelhecimento, o acúmulo de gordura na papada e a flacidez da pele.

É realmente importante que todos esses tratamentos sejam feitos por um profissional que você confie, então procure seu dermatologista, ele entende da sua pele, do seu pescoço, da sua flacidez. Confie nele!

10 de janeiro de 2019

Flacidez: ela vai aparecer para você também

Flacidez atinge corpo e rosto com o passar dos anos

Flacidez é uma coisa que vai incomodando cada vez mais, isso tanto na face quanto no corpo, mas ela pode ser tratada. Existem várias formas de tratar a flacidez e na maioria das vezes a gente precisa associar tratamentos.

A gente pode associar tecnologias como, por exemplo, a radiofrequência, que através da temperatura muda o colágeno, o fibroblasto e, assim você consegue o resultado. Mas você pode também tratar com ultrassom microfocado, por exemplo, que vai melhorar a flacidez fazendo microlesões e cicatrizando com colágeno, atuando de uma forma mais profunda.

CELULITE. Se essa palavra lhe dá arrepios, clique aqui e veja como tratar.

Muitas vezes associar essas tecnologias com os injetáveis, como o ácido polilático e a hidroxiapatita de cálcio, que vão estimular esse colágeno, que vai promover o aparecimento de fibroblastos. Então realmente você deve associar.

Você pode tratar! Hoje, cada vez mais, esses tratamentos são cientificamente comprovados, eles trazem um resultado na literatura médica, então, por favor, procure seu dermatologista se você quiser melhorar a sua flacidez do corpo ou da face.

1 de janeiro de 2019

Celulite: veja como tratar o problema

Celulite atinge quase 100% das mulheres

Celulite te incomoda? Lógico! Celulite incomoda qualquer mulher. As mulheres têm celulite e os homens não e isso realmente é devido à parte anatômica dos homens e às partes hormonais de homens e mulheres. Mas quase 100% das mulheres têm algum grau de celulite. E a celulite é diferente.

Tem celulite que está associada a flacidez, tem celulite que é mais dura, mais compacta, tem celulites que aparecem só quando a pessoa se movimenta e tem que aquelas que aparecem quando a pessoa está parada.

Você deseja ficar livre do pelos para sempre? Clique aqui e saiba como isso é possível!

Então dependendo da avaliação dos graus de celulite. do tipo de celulite, você vai escolher a melhor tecnologia e o melhor tratamento para ela. Pode ser apenas com equipamentos ou o equipamento pode estar associado, por exemplo, com os injetáveis, como o ácido polilático ou a hidroxiapatita de cálcio.

Também pode estar associado a procedimentos cirúrgicos como, por exemplo, a subcisão. Em graus mais avançados apenas a subcisão vai resolver o problema.

Para isso você precisa de um médico dermatologista, que conheça sua pele, que conheça a celulite e que possa tratá-la. Procure, então, seu dermatologista que ele vai lhe ajudar nesse chato problema que é a celulite.

27 de julho de 2018

Você precisa conhecer esses tratamentos para a flacidez!

É possível tratar a flacidez?

Um problema comuns após os 35, 40 anos é a sensação de pele caída em nossa face; sabe quando abaixamos e sentimos a pele da face descolando de nosso osso? Isso é um exemplo da flacidez, que é um problema que incomoda muito.

A flacidez contribui para que você não se reconheça no espelho, mudando parcialmente ou completamente o formato de sua face. Parece que não, mas esse é um problema extremamente comum nos dias de hoje, e felizmente ela pode ser tratada, ou até mesmo prevenida.

Como pode ser feita a prevenção?

A partir dos 30 anos você pode começar a pensar em protocolos para prevenir a flacidez com o ácido polilático por exemplo, evitando um aumentando acentuado de pele caída quando chegar aos 40 ou 50 anos.

O tratamento para a Flacidez

Além do ácido polilático no tratamento da flacidez, podemos contar com equipamentos, tais como o ultrassom microfocado, que é um aparelho que provoca pequenas lesões nas áreas bem próximas ao músculo, essas lesões serão cicatrizadas e irão formar colágeno, se prendendo novamente a pele e ao músculo.

Outra opção, é a radiofrequência, que também é extremamente utilizada na manutenção desses tratamentos. Esse problema em nossa pele, pode ser tratado e prevenido, dando a capacidade de restaurar e tornar jovem o nosso contorno facial, devolvendo nossa autoestima e qualidade de vida.

Se você tiver alguma dúvida e deseja entrar em contato, preencha o formulário abaixo e agende a sua consulta!

Nome:








 

 

  • 1
  • 2